quinta-feira, 29 de maio de 2008

Uma noite inesquecível

Virei Corinthiana ontem. Fui ao Morumbi pela primeira vez assistir Corinthias x Botafogo pela Copa Brasil. Apesar da muvuca na entrada e do medo constante de esbarrar em alguém e apanhar até a morte, eu achei a coisa mais linda que eu já vi na vida. O Morumbi é lindo! Ver a ola se formando é tão incrivel que minha mente não cansa de repetir a cena a todo minuto.

Eu estava na arquibancada e a vibração fortíssima. Eram 62 mil apaixonados juntos. Uma só paixão. E ganhamos (notou a primeira pessoa do plural?). Melhor ainda, nos penaltis, o que torna tudo muito mais emocionante, passional e por que não, lírico.

Quando o Mano Menezes foi expulso lembrei até do Boleros 2 e achei que tudo fosse dar errado(e eu torcia pro Corinthians mais por medo da ira da torcida do que pelo amor à camisa). Pra quem estava assistindo não mudou nada. Pelo contrário, o segundo tempo foi raçudo. Mas fiquei observando bem os reporteres correndo pro campo. Era muita noticia pra 100 minutos. Nada era morno.

E o grito de gol então. O rosto do Judson gritando vai ser memorável e não tem como explicar, só se eu tirasse uma foto. Era um grito com tanta paixão, mas uma paixão estranha com raiva e ao mesmo tempo apaziguadora. Imagine que tivesse a briga ali. Saiu um gol e todo mundo é Corinthians. Todo mundo explode, se abraça e vira irmão. Timão é lírico.

Um comentário:

Judson disse...

O Corinthians é lírico.

:)