quinta-feira, 8 de março de 2007

"Minha mãe é Maria ninguém"

Hoje é dia de falar como as mulheres são delicadas e ao mesmo tempo fortes, e bla, bla, bla. Normalmente, são os homens que fazem essas homenagens como uma forma de respeito, amor e contemplação. Mas definir uma mulher, o que ela quer e pensa, deve ser feito por uma mulher também. E aí tiro meu chapéu para a Rita Lee. Goste ou não, ela é uma das poucas compositoras do Brasil. As cantoras cantam o que homens compõem. Tente lembrar o nome de 5 compositoras de cara. Difícil, né? A Sra Lee não só compõe, como faz isso de uma forma muito ousada e feminina. Como: "Me deixa de quatro no ato, me enche de amor",
ou "Santa, santa, só a minha mãe (e olhe lá)",
ou "A gente faz amor por telepatia",
"Vou casar com ele/Vou trepar na escada".

E a que melhor sintetiza pra mim a mulher - Pagu - nem Amelia, nem Rosa, nem Barbie:

Mexo e remexo na inquisição
Só quem já morreu na fogueira sabe o que que é ser carvão
Eu sou pau pra toda obra
Deus dá asas à minha cobra
Minha força não é bruta
Não sou freira, nem sou puta

Porque nem
Toda feiticeira é corcunda
Nem Toda brasileira é bunda
Meu peito não é de silicone
Sou mais macho que muito homem

Sou rainha do meu tanque
Sou Pagu indignada no palanque
Fama de porra louca...tudo bem
Minha mãe é Maria ninguém
Não sou atriz
Modelo ou dançarina
Meu buraco é mais em cima

Porque nem
Toda feiticeira é corcunda
Nem Toda brasileira é bunda
Meu peito não é de silicone
Sou mais macho que muito homem

2 comentários:

Fábio disse...

Apesar do anti-post ser uma provocação ao meu blog, gostei. :P

Francini Barbosa disse...

5 compositoras: Zélia Duncan, Ana Carolina, Adriana Calcanhotto, Marisa Monte e Fernanda Takai (yes!)

Aliás, dia desses ouvi uma música da Ana Carolina que me identifiquei pacas: "Eu sou feita de amor da cabeça aos pés". Bonito né?

Sabe qual é a minha favorita da Rita Lee? "Doce Vampiro". Só mulher consegue entender um relacionamento doido desses, e só mulher podia escrever sobre isso, nem o Chico conseguiria.

Preciso te emprestar um filme do Domigos de Oliveira, "Feminices". Você vai adorar.

beijão querida