quinta-feira, 5 de julho de 2007

É pra lá que eu vou



Um lugar encantado, em que habitam poetas, roteiristas, contadores de histórias, crianças, leitores. Todos caminham sem pressa por ruas de pedras, passando por casarões coloniais e pelo mar.

Volto na terça-feira, contando tudo sobre a Flip, Paraty, e a primeira viagem das cabeçudas.

Um comentário:

Fábio disse...

E vai guardar as impressões de Paraty só pra você, é? Humpf.

:P