quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Preciso de oxîgênio

A guerreira Cris Juma me deu de aniversário um livro com entrevistas feitas pela Clarice Lispector. Ontem a noite eu tava lendo na cama a entrevista com o Jece Valadão (ui!), o malandro caricato do filme Rio 40ºGraus. Dado momento ele fala:

"O cinema é meu oxigênio".

E Clarice no rodapé e entreparentese pergunta "(Qual será o meu oxigênio?)"

Me fiz a mesma pergunta e senti uma falta de ar. Socorro! Preciso de oxigênio!

PS: Ah, também preciso de carinho, dinheiro e ter amigos.

2 comentários:

Fábio disse...

E eu ainda devendo o seu presente de aniversário... Mas adorei o que você me deu (referente ao ano de 2006, é bom que se diga, hehehe): "Saravah" é bom demais! :)

E só fico imaginando como deve ser bom um rodapé assinado por Clarice. Essa era foda demais!

Cris disse...

Mi, cortei o cabelo! hahahaha
Cheguei ao limite da Juma, tava mais do que puff
Quero te ver!
bjs