terça-feira, 16 de setembro de 2008

Pensamentos soltos (e clichés) sobre as eleições municipais

1) Esperava mais da Soninha. Achei que ela traria para o debate idéias mais oxigenadas e propostas mais inovadoras, mesmo que dificéis de serem aplicadas.

2) Alckmin é o personagem ridículo dessas eleições (mesmo que eu não descarte a chance dele dar uma arrancada e ganhar). Se rebelar contra parte do partido a troco de uma prefeitura, sendo que podia tentar coisa melhor em 2010 como o governo ou um ministério caso o Serra suba o Planato.

Se não chegar nem ao segundo turno vai ficar vexatório para quem já foi governador. Se chegar lá, vai ganhar a birra do DEM e prejudicar o apoio poderoso para 2010. Aliás, a perda do marketeiro no meio da campanha já mostra que ele sozinho não apita nada, precisa de partido e o partido precisa de um outro partido.

Daí fica com um discurso bobo e perdido sem saber se é oposição ou situação.

3) Bom o marketeiro do Kassab, hein? No programa, o prefeito parece simpático e até fala bem no debate, superando a língua presa. Fora que está com um discurso cheio de apelo emocional. Quando assisto o programa ou o vejo no debate até titubeio por ele. (depois a razão retorna)

4) Dificil ser marketeiro desses 3 candidatos tão “carismaticos”, né? Coitados, um pior que o outro no quesito simpatia - um picolé de chuchu, uma perua arrogante e irritadinha e um mal-humorado de lingua plesa.

5) Ah, e a sigla DEM pegou né? Ninguém mais lembra que era o PFL – aquele do ACM e coroneis.

6) Eu não ligava tanto para o Cidade Limpa até chegar as eleições. As últimas eram um nojo.

7) Alguém sabe por que as eleições não são concomitantes? Assim, ninguém precisaria perguntar se os candidatos irão largar a prefeitura para serem governadores, como aconteceu nas últimas eleições. Se é tarde para consertar isso, poderia ao menos proibir essa pulada de galho.

8) 45% de aprovação não é aprovação, né? É a desaprovação de 55% da população. Logo, o governo atual está reprovado pela maioria.

9) Aqueles doentinhos e médicos dos postos de saúde que choram agradecendo os candidatos são pagos, né? Isso não devia ser considerado compra de voto também?

10) Não conheço um candidato a vereador.

11) Odeio pensar que tenho vivido como uma “dondoca” a ponto de não conseguir escolher o candidato. Afinal, uso muito pouco os serviços públicos, nunca vi um CEU ou AMA, e faz tempo que não ando pela periferia.

12) Acho bem interessante eleições municipais porque os mais pobres tornam-se os mais engajados, conscientes e com melhores justificativas para seus votos. Eu estou inapta a votar como disse acima.

4 comentários:

Fábio disse...

1) Pô, esperava mais???? Com uma propaganda eleitoral de pouco mais de 1 minuto, acho que a coitada até está se virando bem, não?

2) Na boa, o Alckmin deveria tentar uma volta triunfal a Pindamonhangaba, como prefeito, agora mais experiente e tal... O homem é péssimo, um tédio mesmo, e repete as mesmas coisas de 2002 e 2006. Enfim, um saco. E o problema é ele, não o marqueteiro.

3) Continuando o raciocínio anterior, você sabia que o marqueteiro do Kassab é o Luiz González, o mesmo do Alckmin em 2006? E o cara está dando um show na campanha do atual prefeito, certo? Ou seja, reforçando: o problema é, sempre foi e sempre será o Alckmin, não o marqueteiro.

4) Hahahahaha, adorei o "perua arrogante e irritadinha". De verdade, como será que o Suplicy conseguiu agüentar essa mulher por tanto tempo, né?

5) A sigla mudou. Mas o partido...

6) O Cidade Limpa foi bem legal, vai! Aliás, para dizer a verdade, até acho o Kassab um bom prefeito. Fez coisas bacanas, sim. O problema é o PFL, ops, o DEM, né?

7) Se a Marta ganhar, tome Aldo Rebelo na prefeitura a partir de 2010! Porque ela vai tentar o Palácio dos Bandeirantes, óbvio.

8) e 9) Hummmmmm, nunca tinha pensado nisso... Agora me pegou!

10) Vota 23! :) Hehehe, mas ainda tô escolhendo o meu vereador também.

11) e 12) Ah, admite, vai: você já disse que vai votar na Marta!

Francini Barbosa disse...

1) Soninha tá enlouquecendo, tentou largar o mandato de vereadora e agora quer me convencer que a campanha dela não é escada p/ deputada. Esperava qualquer um me chamar de idiota, exceto ela.

2) não voto no PSDB nem morta.

3) não voto no PFL também. Mas o Cidade Limpa é bom e corajoso. Reparou que na campanha do Kassab nunca há close no rosto dele? É para disfarçar a cara de João bobo de posto de gasolina que ele tem.

4) os comentários sobre a Marta normalmente recaem sobre a "arrogância" dela, reparou? Todos os outros candidatos usam ternos bem cortados e só ela que é perua.

5) eu quase sempre voto na legenda para vereador, confesso

6) Se me permite, a periferia tava bem melhor com a Marta. Minha tia acabou de ter um bebê e disse que o AMA é lamentável. E os CEUS estão sucateados. Na minha região foi no governo da Marta que começou a perua escolar gratuita enquanto o PSDB queria dar uniforme com logotipo de empresa. Eu não moro perto do metrô, e juro que o bilhete único e o corredor de ônibus da Sto Amaro melhoraram muito a minha vida.

bjocas

Francini Barbosa disse...

ooops falei AMA errado, ela reclamou do Mãe Paulistana.

Nádia disse...

vários comentários na cabeça, mas to passando aqui só pra dar uma arejada da monografia...

só vou falar do marketeiro do Kassab que sim, é o mesmo do Alckmin e inclusive usou os mesmos recursos que tinha usado pro Alckmin... percebeu que as propagandas têm tons azulados, mais ou menos no mesmo esquema azul-PSDB? E que aparecem quase os mesmos cenários da campanha do Alckmin?
isso forçou o Geraldo a mudar toda a "logística" (hahaha) da campanha, o que explica a péssima qualidade.

agora, de volta aos estudos.
saudades!