quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Burrice

Eu queria entender o que passou pela cabeça de toda a equipe de campanha da candidata e da própria ex-prefeita. Será que ninguém levantou a mão e disse "Tem certeza que vão seguir com isso?" ou "Para que vão seguir com isso?". E se alguém disse, por que não o ouviram essa sensata pessoa?

Não é só questão de ética. Acho que isso eles desconhecem mesmo, mas é questão de ter estratégia eficiente para ganhar votos. Alguém achou que o eleitorado do Kassab ou os indecisos deixariam de votar no candidato por ele ser gay? Alguns conservadores, sim, mas isso se ele tivesse numa disputa contra o Alckmin, um homem que é casado há anos e tem filhos.

Mas algum conservador deixaria de votar em um gay (ou suposto gay) para votar na madrinha dos gays? Não, né. Pior, ela perdeu justamente o apoio de quem sempre esteve com ela. Ou ela acha que ainda será madrinha de algo depois disso? Corrompeu sua biografia por desespero em uma campanha importante, porém passageira.

Ela vai perder as eleições e eu vou achar bonito. Vou achar bonito os eleitores acharem que a orientação sexual de um político nada interfere em sua capacidade. Mas já estou com o coração apertado por não ter mais esperança numa política um pouco mais limpa e uma gestão menos medíocre que a atual.

Um comentário:

Fábio disse...

O pior foi ela dizendo que "não sabia", né? Acho que é a resposta-padrão no PT, não é possível!

Asqueroso. Nojento. Deprimente. De embrulhar o estômago.