quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Perdendo as esperanças

Eu queria muito que a próxima gestão da cidade de São Paulo fosse encabeçada pela Marta Suplicy. Em nenhum momento considerei que ela fosse a política dos meus sonhos, pelo contrário, me irrito cada vez que ela aparece no vídeo. Mas torcia para seu retorno à prefeitura, porque considero que ela foi responsável pela melhor gestão da cidade.

Durante sua gestão, a candidata lidou com um orçamento menor que o atual, apresentou mais projetos inovadores, renovou o transporte, oxigenou a educação, falhou um tanto, e executou muito. A gestão atual para mim não chega a ser ruim, mas medíocre, pois, exceto a Secretaria de Meio Ambiente, as demais apenas deram continuidade ao que já estava pronto para executar.

"Queria" significa que não quero mais. Marta e sua equipe de idiotas conseguiram me fazer perder a esperança com o comercial veículado desde domingo a noite, após o debate na Rede Bandeirantes em que questiona a biografia e encerra questionando a vida pessoal do adversário Kassab. Eu justamente admirava o fato dela ter se separado do Suplicy e casado novamente, sem pensar nas críticas a sua vida pessoal. Afinal, isso não mudaria nada na vida dos munícipes. Assim como o fato do Kassab não ser casado, não ter filhos ou até mesmo ser gay, não o desabilita em nada.

Nessa campanha, ela já tinha o melhor projeto, o melhor histórico de gestão, não precisava apelar e cutucar na vida pessoal. Isso é baixaria, falta de ética e moral política. Justificada pelo desespero na campanha? Pode ser. Mas não se pode assinar embaixo de baixarias ou outros políticos podem considerar que esse seja o caminho da vitória. Penso em puni-la com meu voto nulo.

Disse há pouco que o voto nulo só se aplicava a casos extremos. Pois este é o caso. Sei que votando nulo, estou praticamente reforçando a vitória de Kassab. Mas acho melhor tolerar uma gestão apenas medíocre do que tolerar baixarias políticas.

PS: Me sinto um pouco traída por ter torcido publicamente por algo que só me envergonha.

3 comentários:

Fábio disse...

Também mudei de idéia, também vou anular e também escrevi no blog sobre isso.

Mas acho que a melhor prefeita que SP já teve foi a Erundina e, depois, bem atrás, a Marta. A Erundina, aliás, foi muito prejudicada pelo PT na época - tanto que acabou saindo do partido.

Não voto no DEM, apesar de o Kassab ser um bom prefeito. Mas não posso votar em uma campanha homofóbica como a da Marta, apesar dela ter sido uma boa prefeita.

De que adianta passar a vida toda encampando bandeiras progressistas se, na hora em que o bicho pega, se joga tudo no lixo em nome do vale-tudo eleitoral?

Como eu disse, essa foi pior, beeeeeeeeeem pior, que o "relaxa e goza".

Francini Barbosa disse...

Continuo votando nela, mas com muita, muita tristeza.

Aliás, acho que um pedido público de desculpas seria a melhor coisa a se fazer agora (estrategicamente e eticamente).

bjos

Nádia disse...

Exatamente.