domingo, 6 de setembro de 2009

Minha candidata


Serei orgulhosa por ter como presidente Marina Silva, uma mulher negra e grande guerreira na defesa do Amazônia e de seu povo. Herdeira do que eu considero o maior herói nacional, Chico Mendes, Marina eh exemplo de mulher forte, politica lucida, de biografia exemplar e sem máculas políticas.

Ainda tem o mérito de ter tido peito para deixar, não sem dor, o cargo de Ministra do Meio Ambiente, ao qual sempre honrou e deveria ter sido mais ouvida. Teve coragem para deixar o PT, partido que ajudou a fundar, quando este estava em um momento bastante indefensável, de braço dado com a imoralidade política, e tem um discurso progressista demais para a visão muito mais ampla de Marina.

Quando alguém é são e convicto o suficiente sobre o que defende, como Marina e, consegue virar a mesa e tornar-se uma candidata que vai saculejar as eleições presidências de 2010 (como até o NYT está anunciando). Prova de sua força mais uma vez.

Mais que trazer uma importante pauta para debate, o desenvolvimento sustentável, Marina tem tudo para remexer os números e assustar fortes candidatos. Afinal, ela é uma política com bagagem e sem discursos ufanistas.

Lhe falta tempo na TV? Mas quem decide voto por horário eleitoral? Ela tem carisma e doçura de sobra pra conquistar eleitores (coisa que falta a Serra e Dilma), e ainda pode ganhar um marketing viral da juventude e dos internautas. É evangélica, o que também é uma força para conquistar eleitores no Brasil. Fora que votar em Marina simboliza um voto de protesto para a quem busca uma política mais ética. Atualmente, há tanta gente sedenta por uma política mais ética e esperançosa que o voto de protesto pode ganhar dimensões inimagináveis.

Lhe falta apoio político? A lucidez de suas propostas podem ganhar a sociedade e consequentemente, tornar o apoio legislativo muito mais provável.

Seu ponto fraco é ter um discurso monotemático? Acredito que ela seja inteligente o suficiente para se aliar a outros políticos fortes e respeitáveis, como Cristóvão Buarque, Fernando Gabeira, mas também, a importantes economistas e empresários. Aí, o cenário muda. Quando alguém que representa a força econômica mostrar que também confia em Marina, que ela não é uma lunática, ou comunista, nem irá retroceder nos avanços econômicos que o Brasil teve nos últimos 4 mandatos, aí sim o bicho vai pegar. E eu quero muito estar aqui pra ver e fazer campanha.

Marina já é minha candidata. Mais que isso, é a candidata que eu sempre sonhei ter.

7 comentários:

Fábio disse...

Gosto tanto da Marina, mas tanto, mas tanto, que estou cogitando seriamente a possibilidade de votar nela no 1o. turno - contrariando decisão já tomada pelo meu partido, que apoiará o candidato do PSDB.

Se o candidato tucano for Aécio, então, aí não tem jeito: voto em Marina sem pestanejar! Abomino o governador de Minas. Credo!

Só não gostei dessa história de ter de se aliar a economistas e empresários para provar que não é lunática ou "de esquerda demais". Mais ou menos como fez Lula em 2002, com José Alencar de vice. Eu gostaria mais de um Cristovam, um Gabeira ou mesmo uma Heloísa Helena compondo a chapa.

E, calma, sem tanta empolgação também... Sempre fico meio com o pé atrás quando pinta esse clima de "salvador da pátria". Também foi assim com Lula, em 2002. É bom não se empolgar taaaaaaaaanto, né? ;)

Mas tô contigo: se a eleição fosse amanhã, em princípio, eu votaria em Marina Silva também. Fácil!

Nádia disse...

eu vou acabar votando nela, mas definitivamente ela não é a minha candidata.

E eu acho que ela me lembra o Lula, sim... então, deve ganhar daqui duas ou três eleições... espero que o desfecho não seja o que já conhecemos.

=^/

Fábio disse...

Caraca! Você viu o tamanho da reijeição à Marina, segundo a última pesquisa CNT/Sensus? 39%!!!

Segundo o diretor do Sensus, um candidato se torna inviável quando tem 40% de rejeição. Dilma também tem bastante: 37,9%!

Confesso que me surpreendi com a rejeição à Marina. Muito triste. =(

Ah, e só para ampliar o debate: eu também devo votar nela, mas isso não me impede de criticá-la em pelo menos duas posições: ela defende o ensino do criacionismo nas escolas e é contra o aborto.

Lena disse...

Criacionismo é foda. Mas sinceramente, meus caros, nenhum candidato vai ter peito pra se posicionar a favor do aborto num país tão cristão.

Fábio disse...

O PPS é a favor da descriminalização do aborto (em resolução aprovada no último Congresso - eu VI, estava lá!).

;)

Mas concordo contigo. E, além do mais, é muito-muito-muito difícil concordar com TODAS as posições de Marina ou de qualquer outro candidato, né? Isso não impede de votar neste ou naquele - porque sempre vai ter uma discordância aqui e outra ali. Normal.

Francine Barbosa disse...

Acho que dificilmente vou votar na Marina (provavelmente voto na Dilma ou na Heloísa Helena), mas tb considero ela uma boa candidata.

Fico feliz que pela primeira vez há 3 candidatas nas quais eu votaria. Isso nunca aconteceu (aliás achei que nunca fosse acontecer).

bjos

Francine Barbosa disse...

Se a Marina continuar com essa palhaçada de plebiscito sobre aborto eu vou mandá-la à merda publicamente :D Como se ninguém soubesse o resultado que um plebiscito traria.
Se ela fizer isso é manobra cínica.
Lembrei que a Dilma posiciona-se timidamente à favor, puxando pro lado da questão da saúde pública, mas já´´e alguma coisa.