quarta-feira, 24 de junho de 2009

Cars, Sex and the City

Sou fã do seriado Sex and the City. Impossível não se identificar com a crônica sobre as mulheres atuais, as reflexões sobre relacionamentos, amor e sexo, e não rir de nossas próprias angústias. Não fosse tudo isso há outro motivo para eu adorar o seriado Sex and the City: a ausência de carros.

As personagens centrais – Carrie, Samantha, Miranda e Charlotte - são inteligentes, independentes, bem sucedidas, pegadoras e .... nenhuma delas tem carro. A maioria dos casinhos das heroínas também não saem de carro. Costumeiramente, eles a levam para jantar e depois seguem até o apartamento das heroínas a pé ou de táxi.

Em São Paulo, vivemos em um apocalipse motorizado irracional. Há um excesso de carros por toda parte, todas as horas e muitas vezes, porque o paulistano sofre de uma dependência burra pelo automóvel que só gera mais e mais transito.

Sei que é difícil viver sem carro em São Paulo. Em Nova Iorque - cenário do seriado- andar de táxi é barato, mas já ouvi renomados economistas brasileiros afirmarem que financeiramente é mais vantajoso gastar R$40 por dia em táxi, a arcar com as despesas como estacionamento, gasolina, IPVA, seguro e manutenção do carro.

Mas carro dá status e principalmente os rapazes tem fixação pelo objeto, como se fosse um item essencial para “pegar” mulher. Que bom que o seriado mostra homens na faixa dos 30/40, bem sucedidos, inteligentes, pegadores, e que não precisam de carro para dormir com mulheres interessantes.

Ps: para quem adora a série como eu, faça aqui o teste para descobrir com qual personagem você se parece.

4 comentários:

Nádia disse...

Adorei a observação sobre os carros! Tenho pensado sobre isso ultimamente. Mesmo não tendo carro, aos finais de semana não sei viver sem...

E eu sou a Charlotte! Quem é você?

Fábio disse...

Até costumava assistir a Sex and the City até um tempo atrás, mas sei lá, acho que cansei um pouco.

Talvez por ter uma sensação de que as pessoas, hoje, fazem muita questão de viver ao estilo Sex and the City. É quase uma religião, chega a dar medo às vezes: é preciso ser inteligente, bem sucedido, independente e pegador. Ah, e meio neurótico também, né? ;)

Lena disse...

Eu sou Carrie - até pq acho ela a menos caricata, o pto de intersecção entre as outras 3. Mas cada dia acordo com uma das 3 outras personalidades. Hj, to Charlotte.

Bruno disse...

Por isso que a SPORT LIFE recomenda: use sua bike! =)