quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Vale Tudo

Casal do mal: a golpista sem coração Maria de Fátima e o gigolô César
Nunca mais dormi cedo. Agora, perco madrugadas assistindo a novela Vale Tudo. Em 1988, eu tinha só 3 anos quando essa obra-prima foi ao ar e sempre esperei ver as famosas cenas da morte misteriosa de Odete Roitman (Beatriz Segal) e Marco Aurélio (Reginaldo Faria) dando uma banana para o Brasil.

A música de abertura é Brasil de Cazuza interpretada com vigor por Gal Costa. A música parece casar perfeitamente com a história que está sendo contada. O autor Gilberto Braga é audacioso e procura fazer o que até hoje nenhum filme fez, um retrato do Brasil dos anos 80, pós-diretas. Um país que começa a se abrir politicamente e vive uma crise econômica voraz. O mundo perde suas ilusões e o muro de Berlim está prestes a cair. Enquanto isso, na vida comum do Rio de Janeiro, seus personagens lutam para sobreviver ou pra 'se dar bem' (nosso conceito mesquinho de progresso). 

Personagens amorais vividos com interpretações inesquecivéis almejam ser modernos, que significa viver nos Estados Unidos e ter status social. Para isso, usam como armas trambiques de todos os graus – o taxista que usa bandeira dois durante o dia para enganar passageiros, o garoto do Catete que mente ser rico para ganhar as garotas, gigolôs, subornadores, desvio de dinheiro, chantagistas, passando pela inesquecível protagonista Maria de Fátima, cujo sonho é dar o golpe do baú.

Braga está contando uma história que poderia se chamar “Até que ponto vale a pena ser honesto no Brasil?”. Aliás, a novela teve como título provisório “Pátria Amada”, que caberia muito bem, não fosse sua história muito mais universal que o Rio e o Brasil.

Serviço: Vale Tudo voltou a ser exibida desde 4 de outubro pelo Canal Viva em dois horários: 00:45 e às 12:00. 

Também falei sobre novelas aqui e aqui 

3 comentários:

Fábio disse...

Acordando todo dia às 5h30 e entrando às 6h no trabalho, confesso que o sono anda me derrubando bem antes da meia-noite e meia. Mas tô aproveitando o meu horário de almoço para ver a reprise do meio-dia, hehehe! :)

Gilberto Braga é fera mesmo, e já era naquela época. Novelão.

Por Inteiro disse...

É muito boa!! Queria fazer home-office todos os dias prá assistir à novela na hora do almoço...rsrs

Lena disse...
Este comentário foi removido pelo autor.